segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Com 'frio na barriga' desde que noivou?

Assista com atenção estes vídeos, pois ajudarão você neste período de sua vida.





 




sexta-feira, 13 de setembro de 2019

É namoro, noivado ou ENROLAÇÃO?

     O objetivo de um namoro é definir se aquela pessoa serve para um relacionamento a longo prazo ou não.





quinta-feira, 12 de setembro de 2019

E a chuva segue!


   Continua chovendo na minha cidade! Aquela chuva mansa e o céu acinzentado que tanto gosto. Mas quando encarreiram vários dias de chuva, daí já acho ruim. Pois gosto ainda mais de dias ensolarados. Mas, por enquanto, estou achando uma maravilha o tempo chuvoso.

   Gosto muito dos musicais antigos estadunidenses. E dia de chuva também me lembra a música 'Singing in the Rain', cantada por Gene Kelly no famoso filme que leva o mesmo nome. Dedico esta música a todos vocês, principalmente ao pessoal dos Estados Unidos que costuma visitar meu blog. A todos, um grande abraço!





quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Lembranças da infância


   Hoje, está nublado e com uma chuva mansa aqui na minha cidade. Agora, deu uma estiada. Como gosto de dias chuvosos, quase tanto quanto dos ensolarados! Não chego a ser como a Mortícia: "Óh, que belo dia de tempestade!", rsrs..., mas desde criança gosto de dias chuvosos. Acho que é memória afetiva; acho não, tenho certeza. Lembro de quando eu era menina, e olhava o tempo pela janela. Achava tão bonito ver o céu cinzento, a chuva que caía, as folhas das árvores bailando ao som do vento. 


   E eu dentro de casa, no quentinho. A sensação de aconchego e proteção por estar ali com minha família. Minha mãe na cozinha fazendo bolinho de chuva, e o perfume da fritura no ar. Meu irmão e eu em volta, mais atrapalhando (e "atacando" a tigela com os bolinhos prontos, rsrs...) do que qualquer outra coisa.


   E tudo ao som da eletrola de meu pai. Era uma Philips parecida com a da foto. Porém, tinha tampa de acrílico transparente. 



   Meu irmão e eu crescemos ouvindo a boa música gospel das antigas (Luiz de Carvalho, Feliciano Amaral, Ozeias de Paula...), bem como as grandes orquestras (de Paul Mauriat, Frank Pourcel, Ray Conniff...) entre outros. Posso dizer que tive uma infância feliz! Sou agradecida a Deus pela vida em família, coisa que infelizmente muitas pessoas não  tiveram quando crianças. E agradecida pelas boas memórias daquele tempo que um simples, mas mágico, dia nublado e chuvoso evocam.

   Deixo pra você 'Rhythm of the Rain', com The Cascades, que ouço desde pequena. Boa audição!





segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Caderno de pensamentos



   É tão bom escrever! (pra quem gosta, é claro). Têm épocas em que minha mente fervilha com ideias, as quais registro, apesar de nem sempre o fazer. Depois me arrependo quando não o faço, pois é legal escrever nossos pensamentos. 

   E pensando nisso, foi que criei este blog. Ele nasceu da vontade de guardar minhas reflexões, minhas ideias. Também vi que compartilhando meus pensamentos poderia, quem sabe, de alguma forma contribuir pra ajudar alguém. Uma pessoa que está precisando de um conforto, outra à procura de uma saída pra uma situação desesperadora, outra simplesmente procurando uma poesia sobre determinado assunto... Enfim, ser, de repente, útil a alguém num período difícil ou não.

   Não sou eloquente, me comunico melhor escrevendo do que falando. Ao escrever, temos tempo pra pensar, escolher e medir as palavras, mudar a ordem em que apresentamos nossas ideias, tirar frases e colocar outras. E, mesmo assim, por vezes percebo que podia ter me expressado de um jeito melhor. Já no falar, não dá pra consertar, rsrs...

  Falo pouquíssimo do meu blog, uma por não ter muito tempo pra estar sempre atualizando. E outra pelo motivo que disse, de me servir como um caderno de pensamentos eletrônico, que é a proposta original. Mas a você que, mesmo sem eu pedir, volta e meia sente vontade de aparecer, pois gosta de ler o que escrevo, meu muito obrigada e sinta-se em casa!





sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Do desequilíbrio no relacionamento

   Sou solteira, mas observo que um grande problema dos relacionamentos atuais é o desequilíbrio. Entenda-se por desequilíbrio o priorizar tudo, menos o que realmente é importante. Existem mulheres e homens casados tendo como prioridade a carreira, o dinheiro, a estética, as viagens, tudo, menos o cônjuge e os filhos. 

   O ser humano prioriza o que pra ele é importante. Sendo assim, na prática, sem palavras, a pessoa está dizendo à família que esta não é realmente importante pra si. É a mensagem que a pessoa passa ao cônjuge e aos filhos. E quando recebe um pedido de divórcio, ou quando os filhos começam a dar problema e vergonha, não entendem o porquê. E ainda se queixam de Deus! Mas, muitas vezes, estão simplesmente tendo o retorno do não investimento na família.

   Ou, quem sabe, você seja solteir@ e hoje se vê sozinh@. Encontrar alguém não acontece "por acaso". Encontrar alguém pra compartilhar a vida é algo intencional. Precisamos, primeiramente, querer ter alguém. Precisamos "olhar pros lados", como dizia minha vó. Precisamos estar abertos a conhecer pessoas e a nos dar a conhecer.

   Você, casad@, não deixe pra valorizar o que realmente é importante só quando não tiver mais. Pois, pra reverter a situação, você terá de fazer tudo e mais um pouco! O esforço será maior do que se tivesse investido enquanto ainda estava no relacionamento. E, infelizmente, em alguns casos será tarde demais pra fazer alguma coisa.
E amig@ solteir@, o tempo é implacável! O tempo não para! A gente não congela nos 25, 30 anos. Invista sabiamente seu tempo.

   Se estas linhas ajudarem alguém, estou satisfeita. Então, faça um bem a si mesm@ e assista atentamente a este vídeo. Você só terá a ganhar despendendo alguns minutos do seu tempo. E lucrará muito mais se ponderar no que é falado e fizer algo a respeito. Fica a dica! ;-)







quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Você sofre com depressão?

   Ou, quem sabe, conheça alguém que tem sofrido por conta desse mal? Convido você a assistir este vídeo tratando sobre esse assunto. Foi gravado em dezembro de 2016, mas continua atual, uma vez que a depressão é um problema cada dia mais presente, o mal do século. Assista e seja beneficiado com o que ouvirá.





   Também recomendo a leitura do livro 'Eu venci a depressão', escrito pela Dra. Eunice Higuchi. Nele, a médica relata sua (sobre)vida com a depressão, que a afligiu durante anos. E conta como conseguiu se libertar desse mal e alcançar a cura. Você pode adquirir o livro pelo link abaixo:

https://www.universal.org/noticias/post/eu-venci-a-depressao-livro-revela-como-medica-se-curou-da-doenca/

 Até mais!






segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Um filme para pensar

    Drama não é um gênero de filme da minha preferência, mas desse gostei e recomendo. O título é 'O Substituto', e a história se desenrola em torno do professor Henry Barthes (Adrien Brody) que vai trabalhar como professor substituto em uma escola pública de Ensino Médio. No decorrer do filme, nos deparamos com os problemas, tristezas, aflições, enfim, dores emocionais, vividas não apenas por Henry, mas também pelos demais personagens da história.
   É um filme denso, profundo. Ao término, fiquei pensativa, ruminante... Sim, num mundo com tanta maldade e egoísmo, a bondade e o amor ao próximo ainda existem (afinal, bondade e amor o que são, senão nada mais, nada menos, do que se importar com o outro?). Uma história muito real que retrata a complexidade humana. Uma obra reflexiva, inquietante e comovente. E se por um lado mostra a decadência e o fracasso frutos de decisões ruins, por outro, deixa uma mensagem de recomeço e esperança resultantes de boas escolhas. Aqui, deixo um trecho do filme. Você o encontra na íntegra no YouTube. Vale a pena assistir!







quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Entrega



Quando Deus nos pede pra entregar algo pra Ele, não é pra nos tirar. Ele pede pra poder nos acrescentar!
Quando Deus pede que você entregue toda a sua vida a Ele, sem reservas, é porque Ele quer te dar vida eterna.
Quando Deus pede pra você entregar suas preocupações com a segurança e futuro de seus filhos, é porque Ele quer os proteger e abençoar.
Quando Deus te pede pra sacrificar uma mágoa, um medo, uma dúvida ou seja lá qual for o sentimento ruim, é pra que você possa ter vida com paz e alegria.
Quando Ele pede pra você sacrificar um bem material, é pra que Ele seja sempre o seu Senhor (não os bens), e pra que Ele seja sempre o seu supridor.
Enfim, quando Deus nos pede algo (e Ele pede), o inteligente a se fazer é entregar a Ele, seja o que for o que Ele peça. Pois bênçãos vêm de O colocar em primeiro lugar em nossa vida! Quanto antes entendemos isso, menos perda de tempo e menos sofrimento!






segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Forte sou

Música oficial do filme Nada a Perder 2, que estreia nos cinemas dia 15 de agosto.




 

terça-feira, 11 de junho de 2019

Da futilidade e valores

Vídeo engraçado e, ao mesmo tempo, reflexivo do falecido escritor Ariano Suassuna. Vale a pena assistir!





terça-feira, 28 de maio de 2019

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Antipatia de graça: superar faz diferença?

Resultado de imagem para antipatia gratuita

Por: Abraham Shapiro

A funcionária me abordou dizendo:  
- “Eu sei que a minha nova gerente não gosta de mim”.  
E eu respondi: 
- “Você nem a conhece. Como pode saber?”.
É difícil para qualquer indivíduo encarar seu “lado obscuro”. E todos nós temos um. Você também. É aquela área interna onde reside o modo de ser e de reagir que não nos agrada. Por isso nós o negamos ou o escondemos dos outros...  e até de nós mesmos. 
Quando nos deparamos com alguém que se parece conosco, sentimos um súbito desconforto. Começa com a sensação de ameaça. Então, tendemos a rejeitá-lo. Depois, vem o medo e a perda da espontaneidade porque fazemos tudo para não sermos revelados, julgados e criticados. 
E o momento seguinte? Nós o julgamos e o criticamos. Fizemos contra ele o que pensamos ter ele feito contra nós. Algo como:
- “Ele é a minha cara. E eu não gosto de ninguém que se pareça comigo”. 
Já passou por isso? Se você disser que não, é mentira. Apenas não tem consciência. Deseja superar? Vamos a uma receita prática e eficaz.
Primeiro: observe o que foi que você mais detestou nessa pessoa. 
Segundo: vasculhe em si até descobrir que você também possui aquela característica. 
Terceiro: trabalhe para transformar esse atributo negativo em  positivo. Ao conseguir, você verá que o ‘jeito dele ser’ já não o incomoda tanto. 
"Antipatia gratuita" ou "repulsão entre pessoas semelhantes" é, no fim das contas, uma excelente oportunidade de auto aperfeiçoamento.
No dia em que você for capaz de dizer: - “Este fulano é a minha cara e por isso não gostei dele”, então você estará maduro para ser seu colega de trabalho ou talvez até um grande amigo dele. 
O mais importante, contudo, é você sair disso melhor do que entrou.





terça-feira, 14 de maio de 2019

Do equilíbrio entre o egoísmo e a auto anulação



É bom ajudar o próximo. Não apenas bom, mas uma necessidade e um privilégio. A pessoa altruísta, sem se dar conta, está expressando o caráter do próprio Deus. Ele deu seu único Filho Jesus Cristo em remissão dos pecados de todos os que o recebem como Senhor e Salvador. Entregou Seu único Filho em sacrifício com o objetivo de conquistar muitos outros filhos! E Jesus passou a ser o primogênito entre muitos irmãos. Mas voltando ao assunto, em uma sociedade egoísta, hedonista, umbiguista como a que vivemos, ser alguém que não pensa apenas em si mesmo e nos seus no cotidiano é visto com espanto...

Mas ao mesmo tempo em que o amor ao próximo é algo importante, também é importante o amor a si mesmo. Não é saudável pensar em todo o mundo e descuidar de si mesmo. O tempo passa muito rápido, e a desconsideração para com a própria vida, mais cedo ou mais tarde, trás como consequência uma percepção de tempo de vida perdido. Na família, é a filha ou filho, geralmente a filha, que fica solteirona(ão) cuidando dos pais, dos avós, dos irmãos excepcionais. No trabalho, é a funcionária ou funcionário dedicada(o) que, mesmo tendo direito de tirar um tempo pra fazer cursos e se aprimorar. Ou mesmo tendo direito de tirar uns dias durante o ano pra viajar e visitar parentes, não o faz. Mas fica segurando a escada e carregando o piano, enquanto vê que seu respaldo está sendo uma atitude oportuna para que colegas aproveitem e estudem, viajem, tirem licença maternidade, tirem licença pra cuidar da saúde e da estética, etc e etc... Afinal, a criatura está sempre ali segurando as pontas! Agir assim é se auto anular, e tem gente (sobre)vivendo nessa situação por anos e anos, e até adoecendo em decorrência disso!

Como dizia o filósofo Aristóteles, o equilíbrio está no meio-termo. Quando você passar a se ver como um ser que, além dos deveres, também tem direitos, despertará uma estranheza nos outros, tipo: Ué, o que deu nela(e)? Está diferente! Mas é assim mesmo. O jogo pode mudar, e os outros terão de sair da zona de conforto, se virar e começar a também segurar a escada e carregar o piano! Agora, o que você fará com essa informação é com você. ;-)


segunda-feira, 6 de maio de 2019

Evangelho entre a tribo africana Massai

Evangelho entre os índios Massais

Cada igreja que se abre ali é mais uma porta de entrada para o Reino de Deus. Assim tem sido com a tribo dos Massai.
Há quem acredite que caridade é uma forma de se tornar uma pessoa melhor e aprovada por Deus. Contudo, as obras sociais da Igreja Universal ultrapassam os requisitos da caridade, da irmandade e do senso de dividir com os que não têm.
Quando levamos água, roupas e comida, também levamos a mensagem de fé, mas a fé que realmente transforma!
Basta olharmos para a primeira igreja dos Massai no Quênia, em Kajiado – Mile 46, aberta a 4 anos atrás. Sabíamos da grande necessidade física daquele povo e, devido à escassez de água, eles não tinham comida, o gado morria e os maus-tratos da vida eram estampados dia a dia.
Hoje, o lugar tem água em abundância para os animais e para a população. Não há mais necessidade de passarem sede, pois o nosso poço artesiano, perfurado com mais de 300 metros de profundidade, fornece água à vontade para toda a comunidade e sem nenhum custo!
Mas não foi somente a sede física que foi saciada, mas a sede da alma também!
Viabilizar um poço artesiano foi uma decisão eminente, mas sabíamos que a real solução viria somente quando provassem da Água da Vida.
Mas aquele que beber da água que Eu lhe der nunca terá sede, porque a água que Eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna. João 4.14
E nesse trabalho intenso de levá-los a conhecer o Senhor Jesus, vimos e presenciamos a grande transformação ocorrida na comunidade Massai de Mile 46 – Kajiado.
Hoje contamos com grupos de obreiros, evangelistas, grupo jovem e membros batizados nas águas e batizados também com o Espírito Santo!
Com as últimas chuvas, o povo prosperou ainda mais, e a aridez saiu não só daquelas terras, mas especialmente da vida daqueles que se entregaram ao Senhor Jesus.
Há exatos 18 meses, chegamos à segunda comunidade Massai – Narok, uma comunidade ainda mais sofrida do que a anterior, por estar localizada em um lugar mais distante e isolado, sem nenhuma cidade, hospital, lojas ou qualquer outra conveniência básica.
De Nairobi para Mosiro Narok são 140km de distância e, exatamente, 3 horas de viagem.


A população é de 16 mil pessoas, das quais 13 mil são genuinamente Massais.
Nós estávamos tendo orações nessa comunidade uma vez por mês, mas agora temos um pastor indo lá todas as sextas-feiras.
Antes, as pessoas caminhavam 10km para pegar água de um rio. Mas, no ano passado, a Safaricom (a maior companhia de Telecomunicações do Quênia) perfurou em Mosiro um poço artesiano. Porém, além da água retirada do poço ser salgada, ainda era vendida para a comunidade local.
Em Narok, toda a população é atingida pelas secas constantes que dizimam o pouco gado que possui, e aos ataques de milícias que levam suas crianças como escravas, além da maior miséria que o ser humano possa ter, que é a falta de conhecimento do Deus verdadeiro.
Logo vimos a necessidade daquele lugar e a oportunidade de uma obra espiritual ser realizada ali. Compramos um pedaço de terra e, mais uma vez, fomos abençoados com um lençol de água em sua profundidade. Perfuramos, então, um poço artesiano com mais de 300 metros de profundidade, dentro do terreno da nossa igreja, obtendo assim água da mais excelente qualidade, limpa e fresca, sem nenhum custo à comunidade local que é abastecida diariamente.


Ali também estamos finalizando nossa igreja que será inaugurada em breve, aproximadamente na primeira semana de junho, porém, reuniões quinzenais já estão sendo realizadas, pois sabemos que a mudança verdadeira virá da experiência de cada um com o Senhor Jesus.
E testemunhos já estão sendo ouvidos e, em breve, aquele lugar estará florescendo como Mile 46.
Ali Deus fará coisas novas e, literalmente, haverá fontes jorrando no deserto.
Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo.
Isaías 43.19
O que mais nos alegra é saber que vidas estão sendo alicerçadas na rocha, pois a sede física tem que ser saciada todos os dias, mas a sede da alma não estará mais naqueles que decidirem buscar ao Deus Vivo.
Estar nesse lugar, e olhar à esquerda ou à direita, nos remete para o dia em que Abraão disse a Ló: “escolhe para onde você quer ir.” Gênesis 13.8,9
Assim como Abraão, escolher ir para onde os “Lós” de nossos dias não querem ir e, ainda assim olham com desprezo, aliás, nem olham, eles fingem que não estão vendo, é uma tarefa para poucos.
Mas é nessa direção que Deus tem nos levado, para o deserto, secas, miséria, porque ali é que Deus nos faz prosperar. É onde encontramos água potável e pessoas de almas secas, mas que, ao receberem a Água da Vida, o Espírito Santo, suas vidas se tornam como um poço artesiano, fontes de águas vivas.


Curiosidade: veja o pequeno vídeo de uma chuva no deserto seco e castigado pela fome ao construirmos a nossa igreja. Simplesmente grandioso!



Colaborou: Bispo Marcelo Pires

Fonte:  https://blogs.universal.org/bispomacedo/2019/05/04/evangelho-entre-os-indios-massais/


sexta-feira, 26 de abril de 2019

Sobre a inveja

  

 "O coração tranquilo é a vida da carne; 
       a inveja, porém, é a podridão dos ossos."      
(Provérbios 14.30)

   A inveja é um dos piores males que existe na face da Terra. Ela é tão terrível que é pior do que macumba.  

   Os invejosos são como um câncer por onde quer que vão. Semeiam a intriga, sujam o coração de outros com suas maldades, induzindo criaturas de cabeça fraca e tendência para o mal a pensar como eles. 

   O invejoso, por algum motivo, não tem disposição pra fazer o que o invejado faz: tomar atitude, ir à luta. Não faz o que o outro faz, mas quer ter o mesmo resultado! O invejoso, além de tudo, é orgulhoso, pois não se humilha pra Deus e não pede pra Ele:   "Deus, estou confuso. Dirige-me qual curso fazer, me orienta onde trabalhar, com quem casar, caso ou não caso?, compro ou não compro?, vendo ou não vendo? e assim por diante. Não, ao invés disso, escolhe invejar, pois invejar é fácil... Também são falsos, hipócritas, dissimulando a inveja, a maldade, com sorrisos e falsas palavras.

   O pior da inveja é que ela, mais cedo ou mais tarde, destrói a vida do próprio invejoso. A amargura de alma que ele sente ao se deparar com as vitórias alheias acaba por fim causando doenças físicas e mentais, inclusive o câncer. E, por fim, lança a alma do invejoso no inferno. Sim, o inferno é uma realidade, tanto quanto o céu.

   Como o invejoso pode se tornar uma pessoa com coração puro, com uma mente saudável, e se livrar de um futuro funesto? Reconhecendo que tem um problema de alma que o conecta com as trevas, se arrependendo, pedindo perdão a Deus e entregando sua vida pra Ele. Quando a pessoa toma essa atitude com sinceridade, Deus vem, perdoa e faz o maior milagre, que é o novo nascimento (mudança de mente, mudança de pensar). Daí se cumpre o que está escrito:

"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." (2 Coríntios 5.17)

   Se, por acaso, você que lê estas linhas tem vivido esse tipo de vida, de inveja em inveja, de maldade em maldade: pare, pense e decida ainda hoje ser mudado em uma nova pessoa. Deixe as trevas pra trás e venha pra luz! O Senhor Jesus lhe ama, quer e pode fazer tudo novo em você! Agora, depende de você, da sua escolha. Use a inteligência e escolha bem.  ;-)



Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

2 Coríntios 5:17
Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

2 Coríntios 5:17
Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

2 Coríntios 5:17

sábado, 20 de abril de 2019

Jesus ressuscitou!

   Quem sabe, esta frase tenha apenas um significado religioso pra você, ou até não  signifique nada. Mas naqueles que tem experimentado e vivido a nova vida que vem de Deus, a ressurreição do Senhor Jesus é  uma realidade.
   O que Deus tem feito na vida de tantos, também pode fazer na sua! Depende de você deixar de lado as opiniões pré-concebidas, as ilusões, a felicidade de fachada, enfim, as aparências. E abrir o coração pra Jesus. Então, a Páscoa não será mais uma data festiva apenas, mas uma realidade de vida. Pois sua vida será um testemunho da ressurreição do Senhor Jesus!
   Convido você a assistir este testemunho. Feliz Páscoa!



  


segunda-feira, 15 de abril de 2019

Você, realmente, sabe seu valor?

   Ou, na verdade, você depende da opinião positiva dos outros a seu respeito pra se sentir bem consigo mesmo?
   Ou, quem sabe, você depende das circunstâncias favoráveis a você pra se sentir valorizado?
   A qual voz você tem dado ouvidos?
   Seja qual for a situação, medite na letra desta música. 






domingo, 16 de dezembro de 2018

Do essencial


Quando a beleza se esvai
Consumida pelos anos
E o que permanece é a essência 
Que continua a cativar
Ignorando o tempo



segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Não existe amor maior

O que o Senhor Jesus fez por nós, nenhum outro faria!






quinta-feira, 22 de junho de 2017

Como ter uma aparência chique gastando pouco



Olá!

Como disse outras vezes, não sou nenhuma expert em moda. Mas gosto de aprender e de compartilhar o que sei. Hoje, quero falar um pouco sobre como ter uma aparência chique gastando pouco.

Não é obrigatório comprar roupas, acessórios e maquiagens caras, de marca, pra ser elegante. Até porque vemos pessoas ricas e que são bregas. E vemos pessoas que compram em lojas de departamento e que são elegantes.

Então, vamos lá com algumas dicas:

- Cuide a combinação de cores. Color Blocking é uma tendência legal, que está aí faz algum tempo, e que mistura peças com cores que casam entre si. Mas misturar cores que não fecham uma com a outra fica cafona. Pesquise a respeito por ‘círculo cromático’ e aprenda a combinar as cores ao se vestir;



- Estampa Animal ou  Animal Print é outra tendência muito elegante, mas que precisa ser usada com parcimônia. É como tempero, usa-se apenas um pouquinho. Se usar demais, passa do ponto. Ao montar um look, dá pra colocar, por exemplo, um lenço com estampa oncinha, ou um calçado com estampa pele de cobra, ou um cinto zebrado... Nada de usar tudo ao mesmo tempo, nem uma peça de roupa toda com estampa animal. Claro que você encontrará nas lojas blusas, vestidos, blazers todos em animal print. Mas não é porque comercializam que é chique; simplesmente, tem quem compre;


OBS: Quando a estampa animal é estilizada, ou seja, modificada da forma como vemos na natureza, já não deixa o visual "carregado". Exemplos:


Esta padronagem estiliza a pele de onça.




O vestido da primeira modelo da fila é animal print estilizado.


Já estas, estilizam a pele de cobra. Elegantes, né?


- Quer ver coisa que deixa o look com cara de roupa barata? É em tecido 100% poliéster. A única benesse desse tipo de tecido é que seca rápido ao ser lavado. Se é isso que você  procura, compre roupas em viscose. É um tecido com cara de algodão, tem um bom caimento e deixa o look legal;




- Procure aprimorar seus conhecimentos sobre maquiagem. No You Tube, existem muitos tutoriais ensinando a se maquiar. Uma das coisas mais bregas é maquiagem exagerada e mal feita;



- Cuide de suas unhas. Mantenha-as limpas, aparadas e lixadas. Leve na bolsa um creme pra quando as mãos e/ou as cutículas estiverem ressecadas. Para o dia a dia, é mais prático esmalte em cores claras. Se descascar, não fica gritante que descascou. Esmalte escuro (vermelho, marrom...) descascando é muito feio;



- Cuide do seu cabelo. Mantenha-o limpo, penteado e com o corte em dia (pontas ressecadas, bem como cabelo que não se ajeita porque já está sem corte, é nada bonito). Faça hidratação em casa mesmo, não precisa gastar em estética com isso. Existem no mercado produtos bons que dão um tratamento de choque nos cabelos ressecados pelas tinturas e pelo secador de cabelo. Se você pinta porque tem muito cabelo branco, retoque a raiz periodicamente. Se faz mechas ou luzes, não deixe passar mais de três meses entre uma e outra ida ao cabeleireiro (por falar nisso, preciso ir ao cabeleireiro refazer as minhas);



- Tenha bom senso ao usar bijuterias ou joias. Se colocou brincos grandes, não coloque colar. Não encha o braço de pulseiras como se quisesse usar todas elas de uma vez. Nem use vários anéis de uma só vez. Efeito “viúva Porcina” é o ‘ó do borogodó’. E ao comprar bijuterias, compre daquelas bonitas, com cara de joia;



- Vestidos e saias curtos, shorts cavados, blusas deixando parte dos “meninos” à mostra... São muito vulgares. Francamente, consegue imaginar uma mulher chique se vestindo assim?;



- Evite usar saltos altos demais (tipo salto 15). Difícil ver uma mulher com um calçado assim que consiga caminhar elegantemente, além de ficar caricato. Anos 70, Era Disco, já passou;



- Poderia citar outros pontos, mas encerro com aquilo que considero o mais importante. De nada adianta a mulher ser chique na aparência se o seu jeito de ser e de se comportar é brega. Falar palavrão, fazer fofoca, fazer barraco, alimentar egoísmo, maldade e inveja, ser luxenta, ficar se fazendo de vítima pra ser paparicada, não ter interesse em aprender a cozinhar e a cuidar de uma casa (porque acha que é “coisa de mulherzinha” ou de “empregada doméstica”), não gostar de ler e de aprender coisas novas são alguns aspectos que diminuem uma mulher.

Bom, vou ficando por aqui, e espero que as dicas tenham sido úteis. Até a próxima!







domingo, 9 de abril de 2017

Conhecimento e fé





Quando menina, meu sonho de consumo era ter uma boneca Amiguinha e uma casa de boneca como as das fotos acima. Pra mim, eram os brinquedos mais lindos e legais que existiam! 

Eu devia ter uns cinco anos, tinha ido na casa de uns tios-avós com minha família, quando chegaram umas pessoas com uma menina. Ela trazia uma boneca Amiguinha, e fiquei admirada pelo fato de a boneca ser quase do tamanho dela! Achei um brinquedo tão maravilhoso que lembro como se fosse hoje eu pensando: "Esta boneca deve ser muito cara! O pai não pode comprar uma pra mim..." Pensava a mesma coisa com relação à casa de boneca... Só que eu não sabia que meu pai tinha condições de comprar tanto a boneca quanto a casinha! Bastaria eu ter pedido a ele! Mas meu desconhecimento impediu de eu pedir e de receber.

Muitas pessoas se encontram nessa situação com relação a Deus. Necessitam da ajuda Dele, mas não pedem! Várias razões levam-nas a agir assim. Algumas acham que Deus não está olhando pra elas, e que Ele não se importa com suas necessidades. Outras acham que têm que contar somente com a força do braço delas, e que seria uma humilhação contar com a ajuda de Deus. Outras nem crêem que Ele existe, ficando à mercê da própria sorte. Outras acham que tem mais a agradecer do que a pedir (forma de pensar aparentemente tão piedosa, mas que pode esconder uma incredulidade. Se pedir, será que receberei?). Enfim, as diversas formas de cegueira espiritual levam o ser humano a uma vida separada de Deus e impedida de fazer uso do direito de pedir e de receber Seu auxílio.

Mas a verdade é que Deus pode e quer nos ajudar! O Senhor Jesus, entre todas as promessas que fez aos que crêem, disse: "...Pedi e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á; porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á." (Lucas 11.9-10) E quem crê e pede, tem recebido!

Desafio você a crer! Toda a força mental negativa que você tem empregado na incredulidade, decida, usando a razão, em transformar em força positiva de fé. A partir de hoje, encare como auto sabotagem alimentar a dúvida e a incredulidade. E decida que se esforçará pra crer. Leia a Bíblia pra conhecer a Deus, saber como Ele pensa. Peça pra Ele lhe ajudar a entender o que está lendo pra que você possa extrair a vida contida nas Palavras Dele. Esforce-se pra colocar em prática os ensinos de Deus. E se prepare para as mudanças que paulatinamente você verá em sua vida, começando pelo seu interior! Vale a pena crer!




terça-feira, 4 de abril de 2017

Poemeto IV



De Como Nasce um Poema

Poemas são como filhos
Concebe-se a ideia
E, com caneta e papel
Vão tomando forma
Criando corpo
E como vidas
Vêm à luz!




Poemeto III




É de Papel

Amassada, rasgada
Queimada e consumida
De nenhum préstimo
De lado, esquecida
Assim é a fé
Quando de papel





Poemeto II




Da Utopia

Era ilusão
Bolha de sabão
Esvaiu-se
E se desfez




quarta-feira, 15 de março de 2017

Um cego de nascença e sua fé

Tanque de Siloé

A foto acima é do Tanque de Silóe (ou Reservatório de Siloé ou Piscina de Siloé), marco situado na parte inferior da inclinação sul de Ophel, o local que fazia parte da antiga Jerusalém, a oeste do vale do Cédron e da antiga Cidade de Davi, agora ao sudeste (parte externa) das paredes da antiga cidade. O reservatório era um receptáculo para as águas da Fonte de Giom, que eram levadas para lá por dois aquedutos - o canal da Idade do Bronze descoberto em 1867 por Charles Warren (um canal de água no fundo da caverna num corte reto de uns 20 metros que era coberto com lajes de rocha) datado da Idade do Bronze 1800 a.C., e o Túnel de Ezequias (um túnel construído na rocha, do tempo do reinado do rei Ezequias 700 a.C.)*

Estava lembrando da vez em que o Senhor Jesus curou, de uma forma insólita aos olhos dos religiosos da época, um cego de nascença conhecido na região. Está registrado no capítulo 9 do Evangelho de João. Todos que transitavam pela rua o viam assentado mendigando. Jesus, vendo que o cego tinha fé pra ser curado, cuspiu no chão, fez lodo misturando saliva com terra e untou os olhos do homem com o lodo. Isso num dia de sábado que, segundo o Judaísmo, é um dia para ser guardado, um dia de descanso de todas as atividades. Então, Jesus disse para o cego ir até o Tanque de Siloé lavar os olhos. Ele foi e, daquele momento em diante, passou a ver!

Estava meditando em cima desse acontecimento que tem tanto a nos ensinar! Começando em porquê Jesus fez lodo com saliva e terra, e aplicou nos olhos do cego. De certo, o cego já ouvira falar dos feitos de Jesus e, quem sabe, até sonhava em ser curado. Quando Jesus agiu assim, fez algo pra ajudar o cego a crer. Coloco-me no lugar dele, se fosse eu em quem o Messias tivesse passado uma pasta nos olhos, me dizendo que eu fosse me lavar que seria curada! Com certeza, aquele homem foi com convicção rumo ao tanque!

Outra coisa que aprendo com esse episódio é a perseverança pra alcançar aquilo que buscamos da parte de Deus. O cego teve de se deslocar até o tanque pra poder se lavar. E, como você pode ver na foto acima, estava localizado numa parte baixa, com uma escadaria pra poder chegar até lá. O cego teve de descer toda a escadaria pra poder se lavar. Mas ele estava determinado, aquele era o dia em que ficaria curado. E, não olhando pras dificuldades, foi até o local do tanque, desceu a escadaria, se lavou e passou a ver!

Também observo a diferença entre a fé genuína e a fé religiosa. O fato do Senhor Jesus ter curado um cego de nascença usando lodo, e, ainda por cima, num dia de sábado, deixou os religiosos pra lá de irados! Jesus viu o sofrimento daquele homem e ofereceu o que Ele tinha pra oferecer: cura, libertação e salvação. Já os religiosos não sentiam a dor do povo, nem tinham nada pra oferecer além de ritos vazios que não traziam libertação da dor nem certeza de salvação da alma. Eram hipócritas, como certa vez Jesus disse a eles: "Qual será de vós o que, caindo-lhe num poço, em dia de sábado, o jumento ou o boi, o não tire logo?" (Lucas 14.5) Se eles faziam isso por um animal, por que seria errado ajudar no sábado um ser humano, criado a imagem e semelhança de Deus?!?! Mas a fé religiosa é assim, não aceita as coisas do Espírito de Deus, pois são antagônicas entre si. A mente de Altíssimo não cabe no "486" do ser humano, nem dá pra se colocar "dentro da caixinha" da religiosidade. 

O caminho pra entender as coisas de Deus, e pra receber o que vem da parte Dele, passa pela fé pura, humildade e sinceridade. Quem chega a Deus apresentando esses quesitos, com certeza, tal como aconteceu com o cego de nascença, não apenas receberá as bênçãos de Deus. Mas também terá um encontro pessoal com o Autor das bênçãos e herdará a vida eterna! 


P.S.: Recomendo a leitura atenta do capítulo 9 do Evangelho de João. É muito interessante e instrutivo. Além de engraçado também, porque o ex-cego, na educação, "dá nos dedos" dos religiosos fariseus quando interrogado por esses sobre sua cura. 😀
 
* Informação geográfica colhida de https://pt.wikipedia.org/wiki/Reservat%C3%B3rio_de_Silo%C3%A9
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...