terça-feira, 18 de setembro de 2012

Da doçura


"O que ama a pureza do coração e tem graça nos seus lábios terá por seu amigo o rei."
(Provérbios 22.11)

Sabia que o único alimento que não se degenera, que não perde o sabor, é o açúcar? Fiz um paralelo entre o açúcar e o nosso falar. Como é bom conversarmos com pessoas que tem doçura no falar, não é verdade? Você pode estar passando por um período difícil, mas as palavras amáveis dessas pessoas como que derramam doçura sobre o amargo. Elas podem até falar algo difícil de engolir, mas que é o que estamos precisando ouvir. Depois, nos damos conta de que aquela palavra, aparentemente amarga, era para nosso bem. E redundou em bênção pra nós. Foi como açúcar no café.

Não me refiro à bajulação, que não tem nada a ver com amabilidade. Refiro-me à virtude que leva as pessoas a ter boas palavras que são frutos de um pensar saudável. Você não vê pessoas amáveis falando mal dos outros (os conhecidos "fofoqueiros de plantão", gente maledicente), só se queixando da vida, criando intrigas, olhando pessoas com maus olhos e lançando palavras negativas sobre estas por pura inveja. Pessoas que agem assim são, na realidade, egoístas.

Pessoas amáveis não tem tempo a perder com mesquinharias, pois tem outro pensar que as diferem das pessoas amargas. Então, sejamos como o açúcar!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...