terça-feira, 14 de março de 2017

A timidez que estraga tudo



Vejo que a timidez masculina é algo complicado de se lidar. Na mulher, até dá um certo charme. Mas no homem, é algo que para a maioria das mulheres não causa encanto. 

Quando digo timidez refiro-me à dificuldade que alguns homens têm de tomar a iniciativa de engatar uma conversa com uma mulher, de dar demonstração de interesse, de tomar a iniciativa de pedir em namoro. Por vezes, perderam ou perderão a oportunidade de entrar em um relacionamento com uma mulher que vale a pena, com a qual poderiam ter uma futura vida a dois feliz, por não terem tomado, ou se não tomarem, uma atitude.

Observo que são raros os rapazes tímidos que não procuram a garota quando estão interessados. Por mais inseguros que sejam, eles reúnem até a última molécula de coragem e "vão à luta"! Se o cara não a procura: primeiro, ele não está interessado em você (I'm sorry, mas desencana e segue sua vida sem perder seu tempo) ou, segundo, ele é muito tímido meeeeesmo. Tem mulher que acha "engraçadinho" homem tímido. Mas imagina o seguinte quadro: ela se interessa pelo cara. Ele, mesmo que deixe transparecer interesse, não toma iniciativa de a pedir em namoro. Daí, no desespero, não querendo perder o rapaz, ELA pede o cara em namoro. As feministas que me perdoem, mas na prática, observo que isso não funciona. Por quê? Porque quando o cara, apesar de gostar da garota, é tímido ao ponto de não conseguir a pedir em namoro, lá na frente pode dar problema. A probabilidade de que, depois de casado, ele será omisso, indeciso, deixando as decisões pra mulher tomar, é muito grande.

E me desculpem de novo as feministas, mas toda a mulher, no fundo, sonha com um homem de personalidade, decidido, que sabe o que quer, que passa segurança pra mulher. Sim, toda a mulher busca segurança no homem. E todo o homem busca respeito por parte da mulher. Quando ela não encontra nele a segurança que precisa, a tendência é que comece a vê-lo e a tratá-lo com menosprezo. E, já que ele não cumpre com seu papel no dia a dia, ela começa a tomar a frente e a decidir pelos dois. Ela vira o "homem" da casa, fica sobrecarregada e estressada por ter de resolver tudo sozinha. E ele, por sua vez, não gostará da situação que se criou. Ele se sentirá desrespeitado pela forma como ela o trata, e por ela estar fazendo o que ele deveria fazer e não faz. Daí, tá armada a confusão!

Qual a solução? Se você é solteira, procure um homem com certa maturidade emocional, e que saiba o que quer, pra evitar problemas como os que descrevi. Se você é casada com um homem inseguro, precisará fazer o esforço de "recuar" e deixar seu marido tomar a frente das decisões. Você estava acostumada a decidir tudo sozinha, e viu que isso não é bom pro relacionamento. Agora, sente com ele, conversem sobre o assunto que tiverem pra resolver, pergunte a opinião dele e ouça com atenção. Dê sua opinião (sim, você tem opinião, calma, feministas!), e cheguem num consenso, deixando ele dar a última palavra. Ou seja, deixe ele tomar a decisão. E você, mesmo que não tenha concordado totalmente com a decisão, segure a onda e deixe a opinião dele prevalecer. Mesmo que o resultado não seja totalmente o esperado, você terá feito, no mínimo, três boas coisas por vocês: primeiro, ele começará a se sentir o homem da casa, e se animará em desempenhar o papel dele; segundo, ele a admirará pela forma como você o trata. E terceiro, se o resultado da decisão dele não foi o que poderia ter sido caso tivesse dado ouvidos a sua opinião, da próxima vez, ele levará mais em conta o que você diz. E o casamento de vocês entrará nos eixos!

Espero que estas linhas tenham sido úteis pra alguém. :-)

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...